RSS
O Conexão UMADEN agora se chama Conexão Jovem!

Estamos em um novo endereço, a partir de agora se você quer saber informações sobre o Departamento de Jovens e Adolescentes acesse o Blog do DEJAD.

Inspire-se e faça a diferença!



Por J.Paulo N. de Sousa

Um mundo sem rumo ou bases, cuja moral foi deturpada e os valores invertidos. É nesse ambiente em que o crente do século XXI, principalmente o jovem, é levado a um grande desafio: ser a diferença! Pois ele, como um autêntico discipulo de Cristo, foi chamado para ser "luz para o mundo" e para ser o "sal para a humanidade". Alguns podem não se dar conta da sua responsabilidade, outros se perguntam como fazer para impactar este século mal com a palavra de Deus.

E o jovem cristão pode começar a refletir isso à luz da bíblia, seu "manual do fabricante". Na "bússula do crente", ele vai encontrar exemplos como o de Abraão, nosso pai da fé, chamado por Deus do meio de uma terra idólatra, a Ur dos Caldeus, para que nele fossem benditas todas as famílias da terra. Ou tomar o exemplo de José, que mesmo sendo escravo numa não totalmente pagã e infestada de misticismo, o Egito antigo, foi reconhecido como um homem onde havia o Espírito de Deus.

Exemplos não vão faltar, do Antigo ao Novo Testamento, de homens que se deixaram ser usados por Deus para fazer a diferença em meio a gente corrompida. E diante de tão grande nuvem de testemunhas, o jovem crente não deve se sentir menosprezado, por Elias era homem sujeito às mesmas paixões, mas foi ele a quem o Senhor usou para enfrentar e derrotar os profetas de Baal, fazendo com que todo o povo reconhecesse que "só o SENHOR é Deus".

O que não falar de Pedro, Paulo e os demais apóstolos, que espalharam a chama do evangelho de Jesus Cristo por todo o mundo ocidental conhecido, dentro de um século de igreja? No que eles eram melhores do que os crentes de hoje? Nada! Paulo mesmo admite que antes de conhecer a Cristo, era o pior dos pecadores. Mas todos eles disseram como o profeta Isaías: "aqui estou eu. Envia-me a mim".

O cristão de hoje não pode usar a desculpa dos tempos modernos, pois temos exemplos nos últimos séculos de homens que se deixaram ser a diferença, como Martin Luther, John Wesley e Moody. Basta olhar a diferença que dois missionários, Daniel Berg e Gunnar Vingren, fizeram em nosso país.

Deus ainda quer impactar o mundo com o seu evangelho. E Ele não precisa de muita coisa. Apenas de um que se disponha. Como o exemplo de John Nelson Hyde, que sua dedicação à oração e à evangelização, ganhou 100 mil almas para Jesus na Índia, no início do século passado.

O segredo está aí: dedicação. Dedicação na busca por Deus, em oração e na leitura da palavra. E disposição para fazer a obra do Senhor. Sem medo do que possa fazer o homem, pois em Cristo o jovem crente é mais que vencedor. Reponda ao chamado do Senhor e diga: usa-me!

0 comentários:

Postar um comentário