RSS
O Conexão UMADEN agora se chama Conexão Jovem!

Estamos em um novo endereço, a partir de agora se você quer saber informações sobre o Departamento de Jovens e Adolescentes acesse o Blog do DEJAD.

Técnicos e Tecnólogos: Oportunidades de Emprego - Parte I


Por Sérgio Lins
Diácono, 2º co-pastor e diretor da EBD em
Jardim América,coordenador da UMADEN no Setor 4
e professor especialista em Finanças Empresariais

Caros internautas,

Dando continuidade à temática iniciada pela Irmã Suzana Andrade, estarei abordando nos próximos contatos, dicas sobre mercado de trabalho para quem é formado e para quem está cursando, das oportunidades geradas pelos programas de Estágios e Trainee.

Estamos ainda num período de muitas contratações e, neste cenário, elaborei este artigo no qual estarei enaltecendo as boas oportunidades para quem concluiu ou está cursando um nível técnico ou nível superior.



Na última década, estamos vivendo uma crescente procura por técnicos e tecnólogos (Figura 1), isso é resultado da especialização do mercado brasileiro, que exige profissionais com conhecimento específico, e da expansão de setores em que essa qualificação é essencial. Ou seja, o mercado procura pessoas que gostam de estudar e se qualificar constantemente e, para estas pessoas o mercado dispõe de bons empregos, carreira profissional e conseqüentemente bons salários.


Figura 1 – Diferença entre técnicos e tecnólogos
A edição de dezembro de 2009 da revista VOCÊs/a relata o exemplo do técnico em manutenção paulistano Fábio Santos, de 27 anos, que trabalha no setor aéreo há seis anos, tem curso técnico na área. Em setembro de 2008, ele trocou a Gol Linhas Aéreas pela Azul com um aumento salarial de 70% e uma vaga no segundo nível da carreira técnica da empresa. “Se continuar me qualificando, posso subir um degrau já no ano que vem”, diz.


Gostaria de indicar a leitura do artigo “68 idéias, pessoas e tendências para 2010” publicado recentemente (para ver clique aqui)



Que o Senhor Jesus, possa abrir novos caminhos e horizontes em nossas vidas neste ano, que possamos depender mais e mais do Senhor Jesus.


Concluo esta primeira parte do artigo, com as palavras em destaque acima do técnico Fábio Santos. Pois, está coerente com a necessidade do mercado de trabalho, cuja, constante qualificação é diferencial na contratação de profissionais.

Um grande abraço e até a próxima!

0 comentários:

Postar um comentário